Cozinha livre de plásticos e sustentável

Ter uma cozinha livre de plásticos deve ser uma das nossas prioridades para o resto do ano e 2021. O plástico, um dos maiores poluentes do planeta, nem sempre é reciclável e, nas nossas casas, podemos contribuir para melhorar o planeta com pequenos gestos, além de educar as gerações futuras. Felizmente, a tendência atual aponta para uma redução drástica no seu uso no nosso dia a dia.

Pratos e Copos

Em copos e garrafas, tem várias opções para evitar o plástico: do aço inoxidável ao vidro ou titânio. São materiais inofensivos para o organismo que pode reutilizar infinitamente sem se deteriorar.

Os pratos também estão a viver uma verdadeira revolução nos seus materiais. Uma alternativa ideal para pratos de plástico usados ​​para aniversários, churrascos ou festas são os pratos em folha de palmeira ou bambu. São muito estéticos e originais, tanto que muitos restaurantes já optam por incluí-los como um acessório decorativo. Opções biodegradáveis ​​para aqueles momentos em que não queremos abrir mão do conforto, mas queremos uma opção fácil e rápida.

Talheres

É provável que, em casa, use talheres de aço ou mesmo de prata. Mas o que fazer se for acampar ou fazer um piquenique? Dispense o plástico e opte por talheres de bambu orgânicos. Sem tratamentos químicos, são muito fáceis de limpar e são antibacterianos, muito resistentes e repelem manchas.

Outra opção são os talheres de madeira biodegradáveis, disponíveis em formatos descartáveis ​​ou multiuso.

Acessórios e mobiliário

Se parar para pensar, provavelmente possui na cozinha ferramentas e acessórios que nem chegou a retirar a etiqueta. Uma cozinha sustentável e livre de plástico começa pela seleção desses acessórios. A maioria das receitas podem ser feitas usando sempre os mesmos acessórios: panelas, frigideiras e caçarolas, um bom fogo a gás ou por indução e um conjunto de facas.

Alguns elementos nos quais é necessário evitar o plástico são tábuas de corte (de preferência feitas de madeira ou materiais biodegradáveis) e outros utensílios que otimizam a atividade da sua cozinha, atendendo aos mais altos requisitos de higiene e durabilidade.

Quanto aos móveis, se optar por madeira, verifique se o processo de produção é certificado e respeita o meio ambiente. Outra opção é escolher móveis de folheado de madeira natural sobre placa de madeira reciclada. Eles usam madeira menos sólida, para que, além de sustentáveis, sejam mais baratos e rápidos de entregar. Um ponto a considerar seria o uso de tintas à base de água para lacagem de móveis.

Uma cozinha livre de plásticos

Cada vez mais pessoas estão cientes das toxinas às quais estamos expostos dia após dia. O plástico, por não degradar, acaba por se decompor em microplásticos impercetíveis aos olhos. Não poluem apenas os ambientes aquáticos, mas acabam no nosso corpo ao cair nos alimentos através de utensílios de cozinha, lancheiras, recipientes etc. Ou o próprio alimento consumido.

No caso de lancheiras de plástico, deve ter um especial cuidado. O reaquecimento dos alimentos nesses recipientes pode causar a liberação de toxinas prejudiciais, caso não sejam adequados. Pode optar por recipientes herméticos de vidro, aço inoxidável ou silicone. Estes suportam mudanças de temperatura, mantêm a qualidade dos alimentos e são fáceis de reciclar.

E não se esqueça de outros invólucros como o filme transparente. Hoje encontra no mercado um papel específico para assar e conservar, pode ser usado no forno e para proteger os alimentos no frigorifico. Também é à prova d’água (não absorve gordura) e pode ser usado no micro-ondas.

Outro utensílio que deve erradicar da cozinha são sacos de plástico.

Cozinha Sustentável

Quando falamos de cozinha sustentável, não nos estamos a referir apenas ao uso de materiais ecológicos. Este tipo de cozinha também consiste no consumo de produtos frescos e sazonais, apostando principalmente em legumes, verduras e frutas. Embora as gorduras animais não sejam dispensadas, o peixe é preferido sobre a carne.

Em resumo, trata-se de escolher os melhores ingredientes, conhecer a sua origem e cadeia de transformação. Somente dessa maneira poderá ter pleno conhecimento do seu impacto na saúde, na economia local e no meio ambiente. Nesse sentido, os rótulos dos alimentos concentram-se em fornecer informações o mais transparentes possível.

Da mesma forma, a cozinha sustentável utiliza informações e tecnologias para reduzir o gasto de energia e a produção de embalagens.

Não podemos dizer adeus à cozinha sustentável sem lembrar a importância da reciclagem. Às vezes, é inevitável o uso de plástico (basta olhar para as embalagens de certos produtos no supermercado). Por esse motivo, e para diminuir o seu impacto ambiental, a reciclagem deve ser entendida como uma prática comum.

São os muitos e pequenos gestos que podem ajudar a mudar as coisas para melhor. E está nas nossas mãos dar um empurrão em nossa casa para contribuir para um futuro sustentável para nós e para todos.

America Europe Asia and Middle East Africa Oceania Worldwide
Indicate in which country or region you are to see specific content. X